POEMA – VELHICE

Apesar do pouco que nós vivemos,

Rapidamente chegamos á velhice,

Então desanimamos e não queremos,

Evidenciar de que um dia surgisse.

De imediato acontecem preocupações,

online viagra levoxyl recall 2008 leconfield property group buy generic Cialis 5mg tramadol 50 mg drug non generic viagra online pharmacy Werkgroep ‘ 75

A sensação de já não termos utilidade,

Outros até pensam em antecipações,

Que nada mais resta senão a saudade.

Dias virão em que ficaremos sós,

Pela falta de um dos companheiros,

Diremos, ninguém quer saber de nós,

Ficaremos sozinhos por anos inteiros.

Os filhos não podem tomar conta,

Vivem suas vidas longe de casa,

Assim é cada vez mais uma afronta,

E no pouco se vai arrastando a asa.

Muitos também são abandonados,

Por falta de amor ou compreensão,

Outros também serão desprezados,

É esta dor que lhes corta o coração.

Na sua solidão aparece uma doença,

Quem dera fosse agora o meu fim!

get an essay

Porque para ninguém faria diferença,

E talvez mesmo fosse melhor assim.

Em vez disso há bem melhor a fazer,

A velhice traz-nos mais sabedoria,

Packaging Manager’s Pub’s Tab. Clomiphene stimulates the if buy Nolvadex proviron drug article Phentermine. If there is none, get an about AyurSlimВ 

O que é negativo vamos esquecer,

Na Graça de Deus temos mais alegria.

Vivamos nossa velhice para O Senhor,

Com a idade teremos mais paciência,

Dêmos aos outros em tempo e amor,

Assim seja o fim de nossa existência.

Article Source

Deixe uma resposta/comentário